sábado, 10 de novembro de 2012

Os maus conselheiros




Quando, por algum motivo, o homem perde o que conquistou, sente-se frustrado e, muitas vezes, culpa a Deus pelo seu fracasso. No entanto, isso acontece apenas porque tem uma fé cheia de emoções e sentimentos humanos, diferente da fé consciente, concebido na Palavra de Deus. É precisamente este tipo de fé que o homem precisa de ter para superar os obstáculos que a vida apresenta. E se você não tem a noção da importância da fé consciente, sempre será uma presa fácil para o diabo.

Ainda que acredite em Deus ou seja um conhecedor da Sua Palavra, se não tiver uma fé consciente e não usar a razão com a inteligência, vai acabar por lutar em vão. E Deus até o permite, porque a Sua parte já foi feita, orientando através da Sua Palavra.

Para que alcancemos a nossa vitória é preciso que meditemos sobre a Sagrada Escritura, para não tomarmos qualquer decisão, movidos por sentimentos ou emoções humanas, para que não satisfaçamos o diabo. Quando o ser humano actua, movido pela emoção, além de não atingir os seus objectivos, enfraquece, perde a consciência da fé (que permite conquistar e estabelecer as bênçãos de Deus), e, então, acaba por perecer.

De nada serve conquistar os benefícios que Deus prometeu, se não for baptizado com o Espírito Santo; e para ser selado é necessário gerar a fé. E para gerar a fé que agrada a Deus, a razão deve estar à inteligência. No entanto, poucos que fazem usam disso. É por essa razão que existem pessoas que frequentam uma igreja durante anos, mas continuam a viver uma vida miserável e mesquinha, enquanto outros alcançam o seu objetivo. A maioria corre atrás do vento, ou seja, estão atrás das bênçãos sem sequer chegar a alcançá-las. Veja que o Senhor Jesus curou pessoalmente dez leprosos, mas apenas um voltou para dar testemunho. E dos 100% daqueles que ouvem a Palavra de Deus, apenas 25%, alcançam a salvação.

75% conquistarão a cura de doenças e benefícios, porque aprenderam a usar a fé, mas, ao longo do tempo, essas bênçãos foram-se, porque não as estabeleceram. Essa confiança é semelhante a um casamento, no qual tanto o homem como a mulher se entregam mutuamente, sem restrições, por acreditarem no sentimento que os uniu. Uma União que é feita à base de fantasias e emoções, com o pasar dos anos torna-se um problema. Isso acontece porque a decisão de uma vida a dois foi tomada com base na emoção e no entusiasmo. A fé conquistadora ocorre no momento em que se toma uma decisão calculada com base na razão, juntamente com a inteligência. É assim que se estabalecem as bênçãos de Deus. E aqueles que desejam estabelecer estas bênçãos têm que renunciar a si mesmos. Neste contexto, o Senhor Jesus disse: “Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negué, tome a sua cruz e siga-me” (Marcos 8.34).

Quando temos a oportunidade de aceitar Jesus não podemos perder tempo, devemos aceitá-lo imediatamente, através de uma entrega total. Mas isso não é suficiente, porque para estabelecer uma comunhão com Deus é necessário uma renúncia pessoal diária, a cada momento. Não há nenhuma outra maneira e não espere facilidades. Porque Jesus disse: “porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela” (Mateus 7.14). Caro(a) leitor(a), Deus é justo e assim como renunciou a Si mesmo dando o Seu Filho Unigénito para que todos tivéssemos vida, deseja que nós façamos o mesmo. Só desta forma conseguiremos alcançar os nossos objetivos e a salvação eterna.

O seu servo em Cristo, Bp. Júlio Freitas
http://bispojulio.com

GABRIELA ROCHA - CREIO QUE TU ÉS A CURA - VÍDEO CLIPE OFICIAL

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012




Estavam todos a espera que alguém removesse a árvore, todos atrasados para seus compromissos, e que não paravam de reclamar, mas ninguém tomou uma atitude, você viu que um primeiro passo que aquele menino deu, transformou toda a situação…

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...